a glass of air

glass_web
O espaço arquitetônico da instalação é triangular isóscele limitando a posição do espectador a um pequeno espaço que está coberto de areia. Este limite espacial está determinado, à frente, por 16 m² de vidros quebrados e cortantes apoiados sobre a areia e encostados, lado a lado, pela face maior. A pequena área atrás do espectador está desenhada por uma grande duna de areia apoiada na parede do fundo da sala que termina em ângulo bem agudo.

O vídeo projetado cria um fluxo entre as imagens e o mar de vidros cortantes. O vídeo está baseado no texto de Anais Nin: A Casa do Incesto. Duas personagens femininas são atravessadas por projeções de imagens da cidade. Trata do desejo feminino, da loucura e da solidão nas grandes metrópoles.

IIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

2005 _ TRANSLOCAL URBANITIES > love politics , YOKOHAMA ART MUSEUM, JAPÃO

2004 _ BODY & POLITICS, IMAGE FORUM, TOKYO, JAPÃO
http://http://www.imageforum.co.jp/cinematheque/854/index.html

2003 _ SEMANA DE ARTE, NASSAU UNIVERSITY, NOVA YORK, EUA

2002 _ GALERIA DA UFF, RIO DE JANEIRO, BRASIL

2002 _ INSTITUTO ITAÚ CULTURAL, BELO HORIZONTE, BRASIL

2002 _ CENTRO CULTURAL DO BANCO DO BRASIL, SÃO PAULO, BRASIL

IIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

2002, São Paulo, Brasil
17 minutes

atrizes: CRISTIANE MARCONDES e LEILA D.
fotografia: CRISTIANO WIGGERS
edição: EDU GEHRKE
música: WILSON SUKORSKI